Saltar al contenido

Como vender ou distribuir produtos de informática e eletrônicos pela internet?

Como vender produtos de informática e eletrônicos pela internet?

Vender, revender ou distribuir produtos de informática e eletrônicos é uma escolha que atrai muitos comerciantes em todo o Brasil. Conforme a 3ª Pesquisa do Varejo Online, produzida pelo Sebrae e o E-commerce Brasil, mais de 20% das lojas online brasileiras atuam nesse segmento de mercado.

A expressiva participação de mercado é correspondida pela demanda. Em 2015 os itens de informática responderam por 7% dos pedidos dos e-commerces brasileiros. Já os eletrônicos corresponderam a 6% das vendas, conforme dados da pesquisa Webshoppers, feita pelo E-bit.

A força desse mercado também atrai novos lojistas para a atividade. Entretanto, nem sempre é fácil identificar as melhores estratégias para vender de forma consistente. Por essa razão, esse post apresenta algumas dicas para quem está começando. São cinco passos muito simples!

1) Defina um público-alvo

O mercado de produtos de informática e eletrônicos é incrivelmente amplo. É possível comercializar gadgets, peças de reposição, produtos premium, itens populares, acessórios, entre outros.

Assim, a melhor maneira de definir um portfólio de venda é estabelecendo um público-alvo. Estabeleça um perfil de comportamento e defina um ticket médio esperado para os clientes, priorizando itens que possam ser vendidos em conjunto (como câmeras fotográficas e cartões de memória, por exemplo).

Isso vai ajudar a tornar o processo de venda mais qualificado e especializado, ao mesmo tempo em que favorecerá a execução de estratégias de marketing no longo prazo.

2) Avalie sua capacidade de investimento

É sempre interessante manter um bom volume de produtos em estoque para assegurar a estabilidade das vendas e a agilidade no envio de mercadorias. Conforme o tipo de produto negociado, isso pode exigir um elevado investimento inicial, nem sempre compatível com o orçamento do lojista.

Após escolher o portfólio que será colocado à venda, é importante estimar qual será o custo para a aquisição desses produtos, considerando gastos extras como o seguro das mercadorias, por exemplo.

3) Selecione os melhores fornecedores

Após definir qual será a estratégia comercial da loja é hora de ir às compras. Determinados produtos eletrônicos e de informática só podem ser revendidos por fornecedores autorizados. Além disso, alguns itens não podem ser comprados direto da fábrica, dependendo de negociação com distribuidores.

O ideal é sempre realizar cotações de preços e avaliar se os valores são compatíveis com um preço final de venda competitivo, que assegure a rentabilidade da loja virtual.

Outro ponto importante na relação com os fornecedores é estar a par de novos lançamentos e atualizações de produtos que chegam ao mercado. Assim os clientes sempre terão a chance de adquirir os produtos mais recentes disponíveis.

4) Escolha os melhores canais de venda

Em geral, os itens de informática e eletrônicos possuem um ticket médio mais elevado. Isso faz com que os consumidores sejam altamente criteriosos quanto a segurança dos dados e a disponibilidade de meios de pagamento.

É necessário aceitar formatos distintos de pagamento, como boleto bancário, cartões de crédito e débito e intermediadores financeiros. Também é interessante oferecer opções de parcelamento dos valores.

Uma solução simples e prática para esse problema é utilizar canais de venda como os marketplaces. Além da credibilidade de grandes redes varejistas como Americanas, Casas Bahia e Walmart, esses sites oferecem diversos meios de recebimento, sem exigir qualquer conhecimento técnico dos lojistas.

5) Seja eficiente na venda

Após realizar toda a preparação pré-venda, é importante oferecer um atendimento de qualidade para gerenciar os pedidos recebidos. Isso inclui desde a escolha de uma embalagem que proteja os itens até um serviço de atendimento ao cliente (SAC) qualificado.

O lojista precisa estar preparado para gerenciar casos como trocas, devoluções ou avarias, contando com uma logística reversa ágil e eficiente. Também vale a pena conquistar avaliações positivas dos clientes, pois a reputação positiva gera um incentivo extra para que o consumidor finalize a compra em determinada loja.

Conclusão

Para se destacar na venda ou na distribuição de eletrônicos e itens de informática é necessário atuar de forma estratégica. Seguindo as dicas acima e escolhendo os canais de venda mais adequados os resultados podem ser altamente positivos.

Nessa hora, faz toda a diferença utilizar soluções que descompliquem ainda mais o processo de venda, como o Olist. Realizando uma única negociação e pagando um pequeno valor mensal o lojista tem à disposição uma série de recursos e serviços que podem simplificar ao máximo a gestão das vendas.

Ainda tem dúvidas sobre como vender mais eletrônicos e itens de informática? Compartilhe nos comentários!

Como vender ou distribuir produtos de informática e eletrônicos pela internet?
4.7 (94.29%) 7 votes